Transplante capilar: preços e melhores clínicas (Maio 2024)

comparatorTitles.phoneText

Chamada
comparatorTitles.logo comparatorTitles.price comparatorTitles.featureList comparatorTitles.yesList comparatorTitles.link
item.logoSubtitle
item.name
#[[loopIndex + 1]]
[[item.selectionText]]
item.rating item.rating | stars
  • line.title line.subtitle line.rating | stars
item.badge
  • line.title
  • line.title
item.clickCount pessoas viram esta oferta hoje
item.phoneText
item.clickOutButtonText
item.clickOutSubtitle
[[item.selectionText]]

Mostrar mais

comparatorTitles.name

O ser humano tem mais de cinco milhões de folículos em todo o corpo, 120 mil dos quais se encontram no couro cabeludo. Ainda assim, a queda de cabelo é um problema comum que condiciona sensivelmente 50% da população mundial. A alopecia androgenética é a causa mais frequente para a queda do cabelo, já que afeta 67.1% dos homens e 23.9% das mulheres.

A alopecia androgenética não implica riscos sérios para a saúde. Contudo, é irreversível e pode afetar imenso a autoestima. O transplante capilar é um procedimento cirúrgico estético que contraria a queda de cabelo através da implantação de folículos saudáveis nas zonas estéreis do couro cabeludo.

Cada vez mais pessoas recorrem a transplantes capilares para recuperar o seu cabelo e autoestima; mas como é realizado este tratamento, quais são as melhores clínicas em Portugal para o fazer, e quais são os principais riscos implicados? Estas são algumas das questões que vamos procurar esclarecer.

Como é feito o transplante capilar?

Um transplante capilar é uma cirurgia estética geralmente realizada por um cirurgião dermatológico. Consiste no reconhecimento e extração de unidades foliculares saudáveis de partes densas do escalpe que são posteriormente implantadas em zonas estéreis do couro cabeludo. Os folículos (pequenas cápsulas de gordura onde nascem cabelos) são extraídos do corpo do próprio paciente com recurso a instrumentos cirúrgicos.

Os transplantes capilares são divididos em sessões de aproximadamente seis horas. Dependendo do número de fios de cabelo implantados, duas ou mais sessões podem ser necessárias para a conclusão do tratamento. Em cada sessão, podem ser transplantados mais de dois mil fios de cabelo.

O procedimento divide-se em três fases:

  1. Anestesia: O paciente é levemente sedado e recebe anestesia local.
  2. Extração: As unidades foliculares são extraídas de zonas densas do escalpe como as laterais ou a parte de trás da nuca. Em casos extremos, os folículos podem ser colhidos noutras partes do corpo.
  3. Implante: As unidades foliculares extraídas são implantadas nas zonas estéreis do couro cabeludo.

Um transplante capilar é uma cirurgia relativamente simples que não implica risco de vida. Ainda assim, é recomendável consultar um médico antes de realizar a cirurgia.

Quanto custa um transplante capilar?

O preço de um transplante capilar Portugal varia entre os 2300 e os 7800 euros. O custo é principalmente influenciado pelo número de unidades foliculares a implantar. Por outras palavras, quanto maior o nível de calvície, maior o custo do transplante.

Um hair transplant Portugal de qualidade custa uma média de 1000 a 1500 euros por cada mil unidades foliculares processadas. Existem bons pacotes completos de transplante capilar disponíveis em algumas clínicas portuguesas por cerca de 3500 euros.

Determinar quanto custa um implante capilar não é tão simples, já que este é procedimento relativamente desatualizado e com resultados menos eficazes. O implante capilar preço costuma ser inferior ao de um transplante capilar.

Qual é a melhor clínica para transplante capilar em Portugal?

A qualidade do cirurgião e do equipamento disponível tem muita influência no resultado de uma cirurgia estética, pelo que é sempre importante escolher uma boa clínica. As melhores opções para transplante capilar Lisboa e transplante capilar Porto são a Insparya, a MediCapilar, a CM2C Hair Clinic, e a Dr. Wells.

ClínicaLocalizaçõesTransplante capilar preços
CM2C Hair Clinic
Lisboa, PortoPreço sob consulta
Insparya
Lisboa, Porto5000€ (3700 folículos)
MediCapilar
Lisboa, Porto, Braga5500€ (3600 folículos)
Dr. Wells
Lisboa, Porto, Braga, Vila Real, Aveiro3900€ (3500 folículos)
Melhores clínicas para transplante capilar

A Insparya é muitas vezes citada como a melhor clínica transplante capilar Portugal, mas a MediCapilar (ligeiramente mais cara) tem uma reputação igualmente boa.

A CM2C Hair Clinic destaca-se por ser a primeira clínica portuguesa de hair transplant, com mais de 18 anos de experiência. Conta com equipamento de primeira linha para a realização de transplantes, incluindo um punch (instrumento usado para a extração de folículos) com 0,8 centímetros de diâmetro que limita o aparecimento de cicatrizes.

A Dr. Wells é uma opção conveniente não só devido ao transplante capilar preço relativamente baixo mas também por disponibilizar clínicas em várias cidades do país.

Quem é elegível para efetuar o transplante capilar?

O transplante capilar deve ser realizado por um cirurgião dermatológico especializado e trata-se de uma cirurgia estética, pelo que não tende a ser comparticipado pelo Estado. Pessoas com as seguintes características devem evitar realizar transplantes capilares:

  • Menores de 24 anos: Os pacientes devem esperar até completar pelo menos 24 anos antes de se submeterem a um transplante capilar.
  • Doentes crónicos: O transplante capilar é um procedimento doloroso que pode gerar complicações em doentes crónicos ou com um sistema imunitário extremamente fragilizado (como pessoas que contraíram Sida ou Hepatite C).
  • Hemofílicos: Pacientes hemofílicos não conseguem formar coágulos sanguíneos devidamente, o que condiciona a sua capacidade de cicatrizar ou parar hemorragias.

Qualquer pessoa é elegível para o tratamento desde que devidamente autorizada pelo seu médico.

Como é o pós-operatório?

O pós-operatório do transplante capilar implica um período de recuperação que pode demorar entre sete a 14 dias e exige vários cuidados. Cabe ao paciente assumir responsabilidade pela recuperação do seu cabelo, ainda que seja recomendável consultar um profissional para monitorizar a evolução transplante capilar mês a mês.

Estes são alguns dos cuidados mais importantes da fase do pós-operatório:

  • Evitar a exposição prolongada ao sol e à chuva;
  • Não praticar exercício físico durante os primeiros sete dias;
  • Não nadar no mar ou em piscinas com elevado teor de cloro;
  • Suspender ou limitar o consumo de tabaco;
  • Evitar o uso de produtos químicos no couro cabeludo.

Durante o período pós-operatório, os pacientes são receitados medicamentos como antibióticos e anti-inflamatórios, pelo que também devem reduzir o consumo de álcool, sal, e açúcar.

Quais os diferentes tipos de transplante capilar?

Existem três tipos de transplante de cabelo—o FUT, o FUE, e o FDI.

Estes variam fundamentalmente devido aos seguintes fatores: a forma como as unidades foliculares são extraídas, a forma como estas são implantadas, e os instrumentos utilizados para a conclusão de ambos processos.

Como é feito o transplante FUT

FUT (Follicular Unit Transplant) é um tipo de transplante capilar em que uma faixa de cabelo é removida da zona de extração com um bisturi. Esta é rapidamente dividida em tiras de unidades foliculares. Antes do implante, são feitos orifícios no local onde posteriormente se colocam as unidades foliculares extraídas.

O transplante folicular FUT tem algumas desvantagens, já que a remoção de uma grande faixa de cabelo causa cicatrizes visíveis no couro cabeludo e a aplicação de unidades foliculares em orifícios cria dificuldades ao cirurgião dermatológico.

Como é feito o transplante FUE

O transplante capilar FUE (Follicular Unit Extraction) é um processo semelhante ao transplante capilar FUT, mas em que as unidades foliculares são colhidas da zona de extração uma a uma. Por este motivo, um FUE hair transplant é mais preciso do que um transplante FUT e não deixa cicatrizes tão evidentes na zona de extração.

As unidades foliculares FUE também são implantadas em orifícios previamente feitos pelo cirurgião no couro cabeludo do paciente. Como a técnica de implantar folículos em orifícios não é muito precisa (o cirurgião tem dificuldades em controlar o ângulo e espaçamento de cada folículo), o resultado estético final pode não ser o mais natural, à semelhança do que acontece com transplantes capilares FUT.

Como é feito o transplante FDI

FDI (Follicular Direct Implantation) é um tipo de transplante capilar que recorre a equipamento específico para a extração e implantação de unidades foliculares. A extração é feita com um punch delicado com menos de um centímetro que facilita a recolha dos folículos e limita o aparecimento de cicatrizes.

As cirurgias FDI não implicam a criação de orifícios na zona de implante, o que facilita imenso o trabalho do cirurgião e dá azo a resultados mais apelativos do ponto de vista estético. Tal é possível devido ao uso de um injetor de alta precisão, minuciosamente utilizado para implantar as unidades foliculares.

Qual é a diferença entre transplante capilar e implante capilar?

Os transplantes capilares e os implantes capilares são procedimentos semelhantes, mas o primeiro utiliza cabelos do próprio paciente enquanto o segundo recorre a fios de cabelo artificiais.

Os transplantes capilares são preferíveis aos implantes capilares porque os cabelos do próprio paciente nunca são rejeitados, ao contrário do que acontece ocasionalmente com os fios de cabelo artificiais. O efeito estético final também é mais natural e convincente.

O elevado tempo de espera é a principal desvantagem dos transplantes em relação aos implantes capilares, cujos resultados são imediatamente visíveis.

Transplante capilar antes e depois: o que esperar?

Os resultados de um transplante capilar só podem ser conclusivamente avaliados 12 a 18 meses após a cirurgia. Os folículos implantados devem cair durante os primeiros três meses após o tratamento para dar azo a um novo ciclo de vida capilar.

A maioria das pessoas que se submete a um transplante capilar fica satisfeita com os resultados. Segundo várias fontes, a taxa de sucesso deste tipo de cirurgia encontra-se na ordem dos 90%. Ainda assim, existem algumas potenciais complicações a evitar:

  • Cicatrizes permanentes e visíveis, causadas por negligência médica, cirurgiões tecnicamente inexperientes, ou equipamento de baixo nível.
  • Resultado estético pouco natural, fruto de uma aplicação pouco cuidada das unidades foliculares na zona de implante.
  • Infeções, geralmente originadas por fraca higiene.

Para bons transplante capilar resultados, é importante evitar clínicas low-cost em destinos populares como a Turquia ou o Brasil, onde as exigências básicas de higiene e segurança médica nem sempre são cumpridas.

Como é o transplante capilar feminino?

O transplante capilar feminino é um processo fundamentalmente semelhante ao transplante capilar masculino. Contudo, a maneira como as mulheres e os homens perdem cabelo é diferente, pelo que os transplantes em mulheres acabam por implicar alguns cuidados específicos.

Enquanto os homens tendem a perder cabelo na parte frontal do escalpe (em zonas conhecidas coloquialmente como "entradas"), as mulheres costumam perder cabelo no centro do couro cabeludo.

Geralmente, as mulheres também são mais exigentes com os seus transplantes, já que procuram não só o preenchimento capilar como a restituição do volume natural do cabelo.

Para que serve o Minoxidil após transplante capilar?

Minoxidil é um medicamento utilizado para tratar e prevenir a alopecia. Estimula o desenvolvimento capilar porque melhora a circulação sanguínea no escalpe. O aumento dos vasos sanguíneos tem um efeito positivo na fase anágena dos folículos, responsável pela produção do fio de cabelo. O medicamento é geralmente aplicado diretamente no couro cabeludo e tem resultados visíveis após três meses.

Consumir Minoxidil após transplante capilar é recomendável porque o medicamento contribui para a saúde das unidades foliculares implantadas. Ainda assim, os pacientes devem esperar 15 dias após a cirurgia antes de começar a tomar o medicamento.

Minoxidil não deve ser consumido por mulheres grávidas.

Qual é a maior causa para transplante capilar?

A queda de cabelo é o motivo por trás de virtualmente todos os transplantes capilares. A maior causa para a queda de cabelo e a alopecia androgenética, que afeta mais de metade dos homens (e muitas mulheres) em todo o planeta.

Outras causas comuns para a queda de cabelo incluem a alopecia areata (uma doença dermatológica autoimune), doenças da tiroide, desequilíbrios hormonais (principalmente relacionados com a produção excessiva de testosterona), e queimaduras graves.

Quais os benefícios do transplante capilar?

Estes são os principais benefícios do transplante capilar:

  • Maior autoestima: Muitas pessoas sentem-se psicologicamente afetadas quando começam a perder cabelo. Atualmente, o transplante capilar é a maneira mais eficaz de voltar a ter cabelo e recuperar a confiança perdida.
  • Solução sustentável: A alopecia não é uma condição perigosa, mas pode ser frustrante tratá-la todos os dias com cremes, medicamentos, ou produtos de beleza. O transplante capilar é uma solução definitiva para a alopecia que, a longo prazo, acaba por ser mais sustentável do ponto de vista social e financeiro.
  • Tempo de recuperação: Ainda que um transplante capilar possa ser algo doloroso, trata-se de uma cirurgia bastante segura e com um tempo de recuperação muito reduzido, especialmente em comparação com outras cirurgias estéticas.
  • Cabelo natural: Ao contário do que acontece com os implantes capilares, os transplantes capilares usam o cabelo natural do próprio paciente, o que é mais natural em termos estéticos e de saúde.

No que toca a transplante capilar opiniões há muitas. Alguns acreditam que é melhor deixar a natureza tomar o seu rumo e ter confiança na própria "careca." Outros assumem que o cabelo é essencial para a autoestima e que os transplantes capilares são uma solução mais do que pertinente para um problema muito sério. De qualquer forma, não existem dúvidas que os transplantes capilares chegaram para ficar.

Todos os nossos artigos sobre transplante capilar:

logo

Reforce a sua confiança e autoestima com um transplante capilar!

Gostou deste artigo?
author-profile-picture/
Alexandre Desoutter
hellosafe-logo
hellosafe-logo

Alexandre Desoutter trabalha como editor-chefe e chefe de relações com a imprensa na HelloSafe desde junho de 2020. Formado pela Sciences Po Grenoble, trabalhou como jornalista por vários anos na mídia francesa e continua colaborando como colaborador a várias publicações.

Neste sentido, a sua função leva-o a realizar um trabalho de orientação e apoio a todos os editores e colaboradores da HelloSafe para que a linha editorial definida pela empresa seja integralmente respeitada e declinada através dos textos publicados diariamente no nossas plataformas.

Como tal, Alexandre é responsável por implementar e manter os mais rígidos padrões jornalísticos dentro da equipe editorial da HelloSafe, a fim de garantir a informação mais precisa, atualizada e especializada possível em nossas plataformas. . O Alexandre, em particular, empreende há dois anos a implementação de um sistema de dupla verificação sistemática de todos os artigos publicados no ecossistema HelloSafe, capaz de garantir a máxima qualidade da informação.