Como consolidar créditos? Guia completo 2023

informações verificadas

verificator-profile-picture-profile-picture

Informações verificadas por  Nolwenn Abolivier

Nossos artigos são escritos por especialistas em suas áreas (finanças, comércio, seguros, etc.) cujas assinaturas você verá no início e no final de cada artigo. Eles também são revisados ​​e corrigidos sistematicamente antes de cada publicação e atualizados regularmente.

Conheça a metodologia
author-profile-picture
Alexandre Desoutter Atualizado em Junho 23, 2023

Muitas pessoas enfrentam desafios financeiros devido à acumulação de dívidas em diferentes áreas das suas vidas. Quando os pagamentos mensais se tornam demasiado pesados, é hora de considerar consolidar créditos de forma a aliviar as despesas.

Neste guia completo, vamos fornecer uma visão abrangente sobre o processo de consolidação de créditos, destacando as suas vantagens e desvantagens, qual o melhor banco para consolidar créditos ou os passos a serem seguidos.

Entretanto, fique com algumas informações-chave:

Consolidar créditos: informações-chave

  • Consolidar créditos envolve agrupar várias dívidas num único empréstimo
  • A principal vantagem é a simplificação dos pagamentos, existindo uma única prestação mensal
  • Pode levar a uma redução das taxas de juros
  • É importante considerar os custos adicionais, como taxas de abertura de contrato e seguros obrigatórios
  • O prazo de pagamento pode ser estendido, o que pode resultar em custos totais mais altos a longo prazo
  • É aconselhável procurar orientação profissional para avaliar as opções disponíveis e tomar uma decisão informada

O que é a consolidação de créditos?

Consolidar créditos é um processo no qual vários créditos são combinados e refinanciados num único empréstimo. Isto significa que, em vez de lidar com múltiplos pagamentos mensais para diferentes credores, o devedor passa a dever apenas um pagamento mensal a uma única instituição financeira ou empresa de consolidação de créditos.

O objetivo principal é simplificar a gestão das dívidas e obter melhores condições de pagamento. Ao combinar vários créditos num só, os devedores podem beneficiar de taxas de juros mais baixas, prazos de pagamento fixos e pagamentos mensais mais acessíveis.

Consolidação de créditos: como funciona? (Setembro 2023)

Em Portugal, é possível consolidar diferentes tipos de créditos, incluindo créditos pessoais, crédito habitação e créditos com hipoteca.

Consolidar créditos pessoais

É possível recorrer a uma instituição financeira que ofereça produtos específicos de crédito consolidado.

Assim, pode reunir todas as suas dívidas pessoais numa única instituição, que fornecerá um empréstimo para pagar as dívidas existentes. O resultado? Um único pagamento mensal e, possivelmente, melhores condições de pagamento.

Consolidar crédito habitação

Se possui um crédito habitação com uma instituição financeira e deseja consolidá-lo com outros créditos, é possível considerar a transferência do seu crédito habitação para outra instituição financeira que ofereça melhores condições e inclua os outros créditos no processo de transferência. Desta forma, pode juntar todas as suas dívidas numa única instituição e simplificar os pagamentos.

Consolidar créditos com hipoteca

Caso possua um imóvel ou outro ativo de valor, é possível obter uma linha de crédito com garantia hipotecária. O crédito consolidado com hipoteca permite utilizar o valor do imóvel como garantia para obter um empréstimo que pode ser utilizado para consolidar as dívidas. Desta forma, obtém um pagamento mensal único com condições mais vantajosas.

Para descobrir mais soluções de crédito consolidado, consulto o nosso comparador:

Comparar os melhores empréstimos consolidados em apenas alguns cliques

Eu comparo

Quem pode consolidar crédito?

A consolidação de crédito está disponível para pessoas que enfrentam dificuldades em gerir várias dívidas e pretendem simplificar os pagamentos. É comum considerar consolidar créditos nos seguintes casos:

  • Pessoas com várias dívidas: A consolidação de crédito é adequada para quem possui várias dívidas pendentes, como empréstimos pessoais, cartões de crédito, financiamentos, entre outros. Agrupar todas as dívidas numa única pode facilitar a gestão financeira.
  • Pessoas com dificuldades em fazer pagamentos: Para quem tem dificuldades em fazer os pagamentos mensais das suas dívidas e corre o risco de falta de cumprimento, a consolidação de crédito pode ser uma boa opção para ajudar a reduzir a carga financeira e evitar consequências.
  • Pessoas que desejam obter uma taxa de juros mais baixa: Para quem tem dívidas com altas taxas de juros, a consolidação de crédito vai permitir contratar um empréstimo com uma taxa de juros mais baixa.
  • Pessoas que procuram simplificação financeira: Em vez de lidar com múltiplos pagamentos e datas de vencimento, terão apenas um pagamento mensal com que se preocupar.

Que créditos podem ser consolidados?

São vários os tipos de créditos que podem ser consolidados. Estes são alguns exemplos de créditos que podem ser considerados para consolidação:

  1. Créditos pessoais: Incluindo empréstimos não garantidos contraídos para diversos fins, como empréstimos para fins pessoais, empréstimos para compra de veículos, empréstimos para estudantes, entre outros.
  2. Cartões de crédito: Quem possui saldos em vários cartões de crédito com taxas de juros elevadas pode consolidar essas dívidas num único empréstimo ou linha de crédito com melhores condições.
  3. Créditos hipotecários: Os contratos de crédito garantidos por hipoteca (geralmente ligados a imóveis como residências próprias) também podem ser consolidados.
  4. Créditos comerciais: É possível consolidar creditos relacionados com as atividades comerciais e concedidos por empresas.
  5. Créditos renegociados: Estes são os créditos que já foram objeto de renegociação com uma instituição bancária ou financeira por qualquer motivo, mas que podem ser re-consolidados.

A elegibilidade para consolidar créditos pode variar de acordo com a instituição financeira e as suas políticas.

Quais são os documentos necessários para consolidar credito?

Ao consolidar créditos, é comum que as instituições financeiras solicitem uma série de documentos para avaliar a elegibilidade do requerente e processar a consolidação. Embora os requisitos possam variar entre diferentes instituições e dependendo do tipo de crédito a ser consolidado, são geralmente solicitados os seguintes documentos:

  • Documento de identificação pessoal
  • Comprovativo de residência
  • Comprovativo de rendimentos
  • Comprovativo de IBAN
  • Mapa de responsabilidades do Banco de Portugal

Atenção!

É importante entrar em contacto diretamente com a instituição financeira escolhida para obter uma lista precisa de documentos necessários para consolidar crédito.

Quais são as vantagens e desvantagens da consolidação de créditos?

Estas são as principais vantagens e desvantagens da consolidação de créditos:

  • Ao consolidar créditos, combina várias dívidas numa única, o que facilita a gestão financeira com um único pagamento mensal.
  • Dependendo das condições do novo empréstimo de consolidação, pode obter uma taxa de juros mais baixa.
  • A consolidação de créditos permite prazos de pagamento mais longos, o que pode reduzir o valor dos pagamentos mensais.
  • Com pagamentos mensais mais baixos e melhor planeamento financeiro, é possível melhorar o controlo sobre as suas finanças pessoais.
  • A consolidação de créditos pode envolver taxas de processamento, encargos ou outros custos associados.
  • Nem todos podem consolidar créditos. Pessoas com histórico de crédito negativo ou rendimento insuficiente podem ter dificuldades a consolidar créditos.
  • Consolidar créditos pode libertar o crédito disponível em cartões de crédito.

Qual é o melhor banco para consolidar créditos?

A escolha do melhor banco para consolidar créditos depende de vários fatores, tal como as suas necessidades individuais, as condições oferecidas pelos bancos, as taxas de juros, ou os requisitos de elegibilidade e serviço ao cliente.

Para encontrar o melhor crédito consolidado para si, consulte o nosso comparador:

Comparar os melhores empréstimos consolidados em apenas alguns cliques

Eu comparo

BPI

As opções de consolidação oferecidas pelo BPI são consideradas altamente competitivas no mercado atual. As taxas de juros praticadas pelo BPI para casos de consolidação são significativamente mais baixas em comparação com a maioria das outras instituições financeiras.

Cetelem

O Cetelem oferece um serviço de consolidação de crédito conveniente, onde assume a responsabilidade de entrar em contato com as instituições com quem tem dívidas individuais—liquidando-as em seu nome. O crédito consolidado Cetelem não exige fiadores ou a solicitação de garantias, como hipotecas.

Cofidis

A Cofidis é uma instituição financeira que também oferece uma opção de crédito consolidado para ajudar os seus clientes a gerir dívidas de forma mais eficiente. Ao optar por um crédito consolidado da Cofidis, pode potencialmente economizar até 60% do valor da dívida e evitar comissões.

Credibom

O crédito consolidado Credibom permite reunir várias dívidas num único crédito, proporcionando benefícios como um único pagamento mensal e melhores condições financeiras. No entanto, é um serviço exclusivo para clientes que desejam solicitar um novo empréstimo. Além disso, é necessário requisitar financiamento extra.

Montepio

O Montepio Crédito não aplica comissão de abertura de contrato no seu serviço de crédito consolidado. No entanto, o seguro de proteção ao crédito consolidado do Montepio é obrigatório.

É possível consolidar créditos com problemas bancários?

Sim. Consolidar créditos com problemas bancários pode ser um desafio, mas não é necessariamente impossível. É importante notar que a aprovação e as condições do crédito consolidado podem variar dependendo da natureza e gravidade dos problemas bancários.

Consolidar créditos vale a pena?

A decisão de consolidar créditos depende da situação financeira individual de cada pessoa. Para uns, a consolidação de créditos pode ser uma opção vantajosa e valer a pena, enquanto para outros pode não ser a melhor escolha.

Embora seja uma forma de simplificar pagamentos com uma possível diminuição dos juros mensais, a consolidação de crédito implica um maior prazo de pagamento, o que pode resultar num custo total superior (mesmo com prestações mais baixas).

A consolidação de créditos pode ainda implicar taxas adicionais como comissões de abertura de contrato, seguros obrigatórios ou imposto de selo.

Faça um comparação entre os diferentes empréstimos consolidados em apenas alguns cliques:

Comparar os melhores empréstimos consolidados em apenas alguns cliques

Eu comparo
Gostou deste artigo? thumbs down thumbs up
author-profile-picture/

Alexandre Desoutter

Alexandre Desoutter trabalha como editor-chefe e chefe de relações com a imprensa na HelloSafe desde junho de 2020. Formado pela Sciences Po Grenoble, trabalhou como jornalista por vários anos na mídia francesa e continua colaborando como colaborador a várias publicações.

Neste sentido, a sua função leva-o a realizar um trabalho de orientação e apoio a todos os editores e colaboradores da HelloSafe para que a linha editorial definida pela empresa seja integralmente respeitada e declinada através dos textos publicados diariamente no nossas plataformas.

Como tal, Alexandre é responsável por implementar e manter os mais rígidos padrões jornalísticos dentro da equipe editorial da HelloSafe, a fim de garantir a informação mais precisa, atualizada e especializada possível em nossas plataformas. . O Alexandre, em particular, empreende há dois anos a implementação de um sistema de dupla verificação sistemática de todos os artigos publicados no ecossistema HelloSafe, capaz de garantir a máxima qualidade da informação.

Faça uma pergunta, um especialista irá responder
Seu nome é obrigatório
O conteúdo dos comentários é necessário