Trading: o guia completo

informações verificadas

verificator-profile-picture-profile-picture

Informações verificadas por  Adeline Harmant

Nossos artigos são escritos por especialistas em suas áreas (finanças, comércio, seguros, etc.) cujas assinaturas você verá no início e no final de cada artigo. Eles também são revisados ​​e corrigidos sistematicamente antes de cada publicação e atualizados regularmente.

Conheça a metodologia
author-profile-picture
Alexandre Desoutter Atualizado em Março 1, 2023

Este guia é uma visão abrangente do mundo do trading, abrangendo tudo desde o básico do que é e como funciona até tópicos mais avançados, tais como os riscos envolvidos, várias estratégias, e as mais recentes ferramentas e tecnologias à disposição.

Quer seja um principiante ou um comerciante trader, este guia pretender ser um ponto de informação e recursos para o ajudar a construir os seus conhecimentos e competências no mundo do trading.

O que é trading?

O trading é o processo de compra e venda de instrumentos financeiros, com o objetivo de gerar lucro. Estes instrumentos financeiros podem ser:

  • Ações;
  • Obrigações;
  • Commodities;
  • Moedas;
  • e derivados.

Além disso, envolve a análise das condições do mercado e a tomada de decisões informadas sobre a compra e venda de ativos com base nas tendências do mercado, indicadores económicos, e outras informações relevantes.

Os profissionais de trading (traders) podem participar em vários tipos de negociação e podem utilizar uma série de estratégias, tais como análise técnica ou análise fundamental, para informar as suas transações.

O trading pode ser feito através de:

  • Corretores (ou Brokers);
  • Plataforma de Trading online;
  • Agentes/instituições financeiras (Bancos).

Encontre o melhor broker para seus investimentos

Investir agora!

Como funciona o trading?

O trading funciona difere da bolsa de valores. Em termos práticos, significa que:

  • Na bolsa: um investidor compra ações ou outros instrumentos financeiros para construir uma carteira estável, mantida ao longo do tempo.
  • No trading: tem lugar em períodos mais curtos, que podem variar de minutos a meses. Um investidor raramente mantém uma posição aberta durante um ano ou mais.

Por outro lado, comprar baixo e vender alto é a base do trading, mas para o fazer, é necessário fazer uma análise adequada de como o mercado se move.

Para isso, é necessário utilizar diferentes métodos, ferramentas e indicadores gráficos, bem como ter em conta eventos fundamentais para os traders que utilizam tanto a análise técnica como a análise fundamental.

Assim, no trading é necessário observar as tendências do mercado e as posições abertas com base nelas, quer indo com a tendência ou negociando contra ela. Logo, um trader pode definir a sua estratégia e o seu sistema através da criação do gráfico da forma como funciona melhor para ele.

Como funciona uma plataforma de trading?

Uma plataforma de trading é uma aplicação de software que proporciona aos traders o acesso aos mercados financeiros e permite-lhes executar transações financeiras.

A plataforma atua como intermediário entre o trader e o mercado, facilitando a compra e venda de instrumentos financeiros.

Tipicamente, uma plataforma de trading fornece ao trader dados de mercado e cotações de preços em tempo real, e permitirá colocar ordens de compra ou venda de ativos.

Além disso, também fornece ferramentas para analisar as condições do mercado e tomar decisões de negociação informadas, tais como:

  • Software de gráficos;
  • Indicadores técnicos;
  • Feeds de notícias.

As plataformas de trading podem ser online, via website, ou aplicações móveis, fornecidas por brokers, bolsas, ou outras instituições financeiras.

Algumas plataformas de trading podem também oferecer características adicionais, tais como ferramentas de gestão de risco e sistemas de negociação automatizados.

De modo a começar a negociar numa plataforma, um trader normalmente precisa de:

  • Abrir uma conta junto do fornecedor;
  • Depositar fundos;
  • Completar quaisquer verificações necessárias de conhecimento do seu cliente (KYC) e anti-lavagem de dinheiro (AML).

Feito isto, o trader pode então aceder à plataforma e começar a executar transações.

Como escolher a plataforma de trading certa?

A escolha da plataforma de trading certa depende das suas necessidades e objetivos comerciais específicos. Aqui estão alguns fatores a considerar na escolha de uma plataforma de negociação:

  • Regulamentos e segurança: Certifique-se de que a plataforma é regulada por uma autoridade financeira reputada em Portugal e que dispõe de medidas de segurança adequadas para proteger os seus fundos.
  • Taxas e comissões: Considere as taxas e comissões cobradas para a execução de transações, bem como quaisquer custos adicionais, tais como taxas de manutenção de contas.
  • Classes de ativos e mercados: Certifique-se de que a plataforma de trading oferece acesso aos ativos e mercados que está interessado em negociar.
  • Facilidade de utilização e ferramentas: Considere a interface do utilizador e a experiência do utilizador da plataforma, e se esta fornece as ferramentas e recursos de que necessita para analisar as condições do mercado e fazer negociações informadas.
  • Apoio ao cliente: Procure uma plataforma que forneça apoio ao cliente de qualidade, incluindo ajuda em questões técnicas e questões relacionadas com o comércio.
  • Pesquisa e notícias: Considere se a plataforma de fornece acesso à pesquisa e às notícias de que necessita para informar as suas negociações.

É também uma boa ideia testar uma plataforma de trading com uma conta de demonstração antes de se comprometer com uma plataforma em particular. Isto dar-lhe-á a oportunidade de ter uma ideia da plataforma e ver se ela satisfaz as suas necessidades.

Encontre o melhor broker para seus investimentos

Investir agora!

Qual é a melhor plataforma de trading para iniciantes?

A melhor plataforma de trading para principiantes depende de vários fatores, incluindo: as necessidades, preferências e objetivos específicos do comerciante. Aqui estão algumas plataformas de trading populares em Portugal que são bem adequadas para principiantes:

DEGIRO

A DEGIRO é uma corretora bem estabelecida que oferece uma plataforma de negociação abrangente para negociadores principiantes e experientes. A plataforma oferece uma vasta gama de ferramentas de pesquisa e recursos educacionais, bem como um simulador de trading virtual que permite aos principiantes praticar sem arriscar dinheiro real.

XTB

A XTB é uma plataforma de negociação popular, baixas comissões, que oferece uma aplicação móvel e uma interface de utilizador simples. É uma boa opção para negociadores de ações de principiantes que querem negociar ações e fundos negociados em bolsa (ETFs).

eToro

A eToro é uma plataforma de trading social que oferece uma interface de fácil utilização e uma vasta gama de ativos, incluindo ações, criptomoedas e commodities. Oferece também uma funcionalidade de copy trading que permite aos principiantes copiar as transações de comerciantes mais experientes.

Coinbase

A Coinbase é uma plataforma de troca de criptomoedas que oferece uma plataforma de trading para principiantes.

A plataforma é conhecida pela sua facilidade de utilização e segurança, e oferece uma gama de recursos educativos para ajudar os principiantes a iniciarem-se na negociação de cripto.

Plus500

A Plus500 é uma plataforma de trading online que oferece contratos por diferença (CFDs) sobre uma vasta gama de instrumentos financeiros, incluindo ações, índices, divisas, commodities e criptomoedas.

Destaca-se por oferecer dados de mercado em tempo real e ferramentas gráficas avançadas, bem como uma gama de ferramentas de gestão de risco, tais como ordens stop-loss, para ajudar os negociadores a gerir as suas posições.

Em última análise, é importante que os principiantes pesquisem diferentes plataformas e experimentem algumas com uma conta demo antes de se comprometerem com uma plataforma em particular.

O que é a alavancagem?

A alavancagem é um instrumento financeiro que permite aos traders aumentar a sua exposição a um mercado financeiro com uma menor quantidade de capital. Permite assumirem posições maiores num mercado, ampliando os ganhos potenciais, mas também amplificando as perdas potenciais.

No contexto de trading, a alavancagem refere-se à utilização de fundos emprestados para aumentar a dimensão de uma negociação.

  • Exemplo: se um comerciante tiver 10.000€ na sua conta de negociação e usar alavancagem de 100:1, pode controlar uma posição de 1 milhão no mercado.

A alavancagem pode ser uma ferramenta poderosa para os traders, permitindo-lhes maximizar os seus potenciais retornos. Contudo, também aumenta o risco de grandes perdas.

É importante, então, para os traders compreender os riscos associados à alavancagem e utilizá-la de forma responsável. Alguns deles são:

  • As perdas potenciais são amplificadas juntamente com os ganhos potenciais.
  • Muitas plataformas de trading oferecem vários níveis de alavancagem, e os traders devem escolher o nível de alavancagem adequado aos seus objetivos de investimento e tolerância ao risco.
  • Os traders devem também estar cientes do potencial de chamadas de margem, que ocorrem quando o valor da sua posição alavancada cai abaixo de um determinado nível e são obrigados a adicionar fundos adicionais para manter a posição.

Quais são as diferentes estratégias de trading?

Existem muitas estratégias de trading que os traders podem utilizar para tentar lucrar com os mercados financeiros. Aqui estão alguns tipos comuns de estratégias de trading:

  • Trend following: Esta estratégia envolve seguir a direção de uma tendência de mercado e comprar quando o mercado sobe, e vender quando o mercado desce.
  • Momentum trading: Esta estratégia envolve tirar partido de mercados que se movem com grande dinamismo, comprando em mercados que mostram força e vendendo em mercados que mostram fraqueza.
  • Value investing: Esta estratégia envolve identificar os ativos subvalorizados e mantê-los até que o seu verdadeiro valor seja realizado.
  • Swing trading: Esta estratégia envolve manter posições durante alguns dias a algumas semanas, tirando partido das oscilações de preços de curto prazo no mercado.
  • Scalping: Esta estratégia envolve fazer muitas transações num curto espaço de tempo, geralmente em segundos a alguns minutos, para tirar partido de pequenos movimentos de preços.
  • Position trading: Esta estratégia envolve manter posições durante um período mais longo, muitas vezes semanas a meses, para tirar partido de movimentos de preços maiores no mercado.
  • Mean reversion: Esta estratégia implica apostar que os preços voltarão aos seus níveis médios após um período de desvio.

Bom saber

É também importante que os traders avaliem e ajustem continuamente as suas estratégias à medida que as condições de mercado mudam. Isto porque devem considerar os seus objetivos de investimento, tolerância ao risco, e conhecimento do mercado ao escolherem uma estratégia de negociação.

Quais são as melhores aplicações de trading em Portugal?

As melhores aplicações de trading em Portugal dependerão das suas necessidades e preferências individuais. Algumas aplicações populares que estão disponíveis em Portugal incluem:

  • Degiro: corretora online que oferece negociação a baixo custo numa gama de instrumentos financeiros, incluindo acções, obrigações e ETFs.
  • XTB: Esta é uma corretora online que oferece negociação em forex, CFDs, e apostas em spread.
  • eToro: Esta é uma plataforma de trading social que lhe permite copiar os negócios de outros comerciantes bem-sucedidos.
  • Libertex: Esta é uma plataforma de negociação multi-ativos que lhe permite negociar uma gama de instrumentos financeiros, incluindo ações, forex, cripto.
  • Plus500: Esta é uma plataforma online especializada na negociação de CFD numa vasta gama de instrumentos financeiros, incluindo ações, índices, divisas, commodities e cripto.

É importante considerar uma série de fatores ao escolher uma aplicação de trading, tais como:

  • Gama de instrumentos financeiros oferecidos;
  • Taxas
  • Experiência de utilizador;
  • Regulamentação e enquadramento legal.

Deve também considerar o nível de apoio e recursos educacionais disponíveis, bem como o nível de risco com que se sente confortável.

Assim, antes de escolher uma aplicação de trading, é sempre uma boa ideia pesquisar e comparar as suas opções para encontrar a que melhor se adequa às suas necessidades e objetivos individuais.

Encontre o melhor broker para seus investimentos

Investir agora!

Como começar a fazer trading?

Começar a fazer trading nos mercados financeiros pode ser um esforço emocionante e potencialmente lucrativo, mas é importante abordá-lo com cautela e estudar o contexto. Aqui estão alguns passos que pode seguir para começar a negociar:

  1. Eduque-se a si próprio: Antes de começar a negociar, é importante educar-se sobre os mercados financeiros e os diferentes instrumentos que pode negociar. Leia livros, artigos e recursos online, e considere a possibilidade de fazer cursos para aprender sobre diferentes estratégias comerciais e técnicas de análise de mercado.
  2. Defina os seus objetivos de investimento: Considere os seus objetivos de investimento e o nível de risco com que se sente confortável. Isto irá ajudá-lo a determinar o tipo de instrumentos financeiros e estratégias de negociação adequados para si.
  3. Abra uma conta de trading: Escolha um broker ou plataforma que seja regulamentado, respeitável, e que ofereça os instrumentos financeiros e as características de que necessita.
  4. Desenvolva um plano de trading: Crie um plano que descreva os seus objetivos de investimento, estratégias de gestão de risco, e estratégias de negociação específicas. Isto ajudá-lo-á a tomar decisões informadas e a aderir ao seu plano, mesmo quando o mercado se torna volátil.
  5. Comece com pequenas negociações e diversifique: Comece com pequenas negociações e aumente gradualmente o tamanho das suas posições à medida que ganha experiência e confiança. Diversifique a sua carteira investindo numa gama de instrumentos financeiros, e não ponha todos os seus ovos num só cesto.
  6. Acompanhe as suas transações: Acompanhe regularmente as suas negociações e mantenha-se a par dos seus resultados. Utilize esta informação para fazer ajustes ao seu plano de negociação e para refinar as suas estratégias ao longo do tempo.

Atenção!

É importante lembrar que a negociação comporta riscos, e não há garantia de lucro. Esteja preparado para perder algum ou todo o seu capital, e nunca invista mais do que pode dar-se ao luxo de perder.

Quais são os riscos de fazer trading?

O trading nos mercados financeiros acarreta uma série de riscos que os traders precisam de estar cientes. Alguns dos riscos mais significativos incluem:

  • Risco de mercado: O valor dos instrumentos financeiros pode flutuar rápida e de forma imprevisível, e há sempre o risco de perder dinheiro se negociar os instrumentos errados no momento errado.
  • Risco de alavancagem: Muitas plataformas de negociação oferecem alavancagem, o que permite aos traders controlar grandes posições com uma pequena quantidade de capital. No entanto, isto também aumenta o potencial de grandes perdas se o mercado se mover contra a sua posição.
  • Risco de liquidez: Alguns instrumentos financeiros, tais como ações ou obrigações ilíquidas, podem ser difíceis de vender rapidamente numa queda do mercado, levando a perdas ou oportunidades perdidas.
  • Risco de contraparte: Existe sempre o risco de que a outra parte numa transação não cumpra as suas obrigações, levando a perdas para o trader.
  • Risco operacional: Questões técnicas ou falhas do sistema podem causar perdas inesperadas se impedirem os traders de executar as suas operações ou aceder às suas contas.
  • Risco regulamentar: Os regulamentos e leis que regem os mercados financeiros podem mudar rapidamente, conduzindo a novas restrições à negociação ou à perda de acesso a certos mercados.
  • Risco psicológico: A negociação pode ser emocionalmente desafiante, e os traders podem tomar decisões impulsivas ou irracionais que conduzem a perdas se deixarem as suas emoções levarem a melhor.

É importante estar consciente destes riscos e geri-los eficazmente através de estratégias de gestão de risco como a diversificação, o estabelecimento de ordens stop-loss, e evitar a alavancagem excessiva.

Também é importante nunca investir mais dinheiro do que se pode perder e negociar apenas com fundos que se está disposto a perder sem afetar a sua estabilidade financeira.

Fazer trading é legal em Portugal?

Sim, o comércio nos mercados financeiros é legal em Portugal. O mercado financeiro português é regulado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), que supervisiona as atividades dos intermediários financeiros, incluindo corretores e plataformas de trading.

As pessoas singulares e coletivas são livres de negociar numa vasta gama de instrumentos financeiros, incluindo ações, obrigações, divisas, commodities e derivados, desde que utilizem um corretor ou plataforma de negociação autorizada pela CMVM.

A CMVM estabelece padrões de transparência, integridade do mercado, e proteção dos investidores, e controla as atividades dos intermediários financeiros para garantir que estes operam na lei.

Se estiver interessado em negociar em Portugal, é importante escolher um corretor ou plataforma que seja regulamentado pela CMVM e que tenha uma boa reputação em termos de segurança e serviço ao cliente. Isto ajudará a garantir que as suas transações são executadas eficientemente e que os seus fundos são mantidos em segurança.

Encontre o melhor broker para seus investimentos

Investir agora!

Quais são as taxas do trading?

As taxas de trading são os encargos que os traders incorrem pela execução de transações nos mercados financeiros. Estas taxas podem assumir várias formas, incluindo:

TaxasCaracterísticas
Comissão
Algumas corretoras e plataformas cobram uma comissão por cada negociação executada, que é uma taxa fixa baseada na dimensão da negociação. Esta é uma estrutura comum de taxas para a negociação de ações e forex.
Spread
O spread é a diferença entre o preço de compra (o preço mais alto que um comprador está disposto a pagar) e o preço de venda (o preço mais baixo que um vendedor está disposto a aceitar) para um instrumento financeiro. Quando se negoceia, normalmente compra-se ao preço pedido e vende-se ao preço oferecido, e o spread é efetivamente uma taxa para executar a negociação.
Overnight financing
Se detém uma posição num instrumento financeiro durante a noite, poderá ser-lhe cobrada uma taxa de financiamento durante a noite para compensar o corretor ou plataforma pelo custo de financiamento da sua negociação. Esta taxa é especialmente comum nas transações forex e de futuros.
Taxas da plataforma
Alguns corretores e plataformas de negociação cobram uma taxa mensal ou anual pelo acesso à sua plataforma, ou por determinadas características ou ferramentas.
Taxas de inatividade
Alguns corretores e plataformas de cobram uma taxa por inatividade se não executar nenhuma negociação durante um determinado período de tempo
Tabela de taxas cobradas por brokers em Portugal.

O montante exato das taxas de negociação dependerá do corretor ou plataforma que utilizar, dos instrumentos financeiros que negociar, e do tamanho e frequência das suas negociações.

Alguns corretores e plataformas oferecem taxas baixas ou nulas em troca de spreads mais elevados, pelo que é importante considerar o custo total da negociação, incluindo tanto as taxas como os spreads, ao escolher um fornecedor.

Bom saber

É importante rever cuidadosamente a estrutura de taxas de qualquer corretor ou plataforma de negociação que esteja a considerar, e comparar as taxas entre múltiplos fornecedores para encontrar a melhor negociação.

Como encontrar um curso de trading?

Encontrar um curso de trading pode ser feito através dos seguintes passos:

  1. Determine os seus objetivos: Antes de começar a procurar um curso de trading, é importante determinar o que espera alcançar através da negociação. Está a procurar negociar ações, forex, commodities, ou outro instrumento financeiro? Quer negociar para ganhos a curto prazo ou investimentos a longo prazo? Compreender os seus objetivos ajudá-lo-á a encontrar um curso adaptado às suas necessidades.
  2. Pesquise diferentes opções: Há muitos cursos disponíveis, desde cursos online a workshops e seminários. Faça alguma pesquisa para encontrar as diferentes opções disponíveis, e compare as características e o custo de cada uma.
  3. Procure revisões e testemunhos: Leia as opiniões de quem tenha frequentado os cursos em que está interessado. Isto pode dar-lhe uma boa ideia da qualidade do curso, das competências e conhecimentos que pode esperar obter, e de quaisquer limitações ou fraquezas do curso.
  4. Considere um mentor: O mentor é um fator crítico para determinar a qualidade do curso. Procure um que tenha um historial comprovado e que tenha a experiência e os conhecimentos necessários para lhe ensinar o que precisa de saber.
  5. Verifique as credenciais: Certifique-se de que o curso que escolhe é acreditado e que o mentor tem as credenciais e qualificações adequadas.
  6. Escolha um curso que se adeque ao seu orçamento: Os cursos variam no seu preço. Escolha um curso que se ajuste ao seu orçamento e que ofereça uma boa relação custo-benefício.
  7. Faça um test drive ao curso: Se possível, tente fazer um test drive do curso. Isto dar-lhe-á a oportunidade de conhecer o estilo dos formadores, o conteúdo do curso, e o nível de apoio que pode esperar.

Bom saber

Lembre-se, o sucesso no trading requer tanto conhecimento como experiência, por isso não deixe de continuar a aprender e a praticar mesmo depois de ter concluído o seu curso.

Como funciona o trading de FOREX?

O trading Forex, também conhecido como trading de divisas, envolve a compra e venda de moedas de modo a lucrar com as alterações nas suas taxas de câmbio. O Forex é o maior mercado financeiro do mundo, com um volume de negociação diário que supera milhões.

Eis como funciona a trading Forex:

  1. Escolha um par de moedas: No Forex, compra-se uma moeda e vende-se outra, e a taxa de câmbio entre as duas moedas determina o seu lucro ou perda. Normalmente negociará um par de moedas, tal como EUR/USD (Euro vs. Dólar americano), e a taxa de câmbio determinará quantos dólares americanos obtém por cada Euro que compra ou vende.
  2. Abra uma conta de trading: Para iniciar uma negociação Forex, terá de abrir uma conta de trading com um broker de Forex. Isto dar-lhe-á acesso ao mercado Forex e permitir-lhe-á executar transações.
  3. Escolha uma estratégia: Os traders Forex utilizam uma variedade de diferentes estratégias de negociação, dependendo dos seus objetivos e da tolerância ao risco. Algumas estratégias comuns incluem o scalping (fazer muitas negociações num curto período), swing trading (manter posições durante vários dias), e position trading (manter posições durante um período mais longo).
  4. Faça o trading: Uma vez que tenha uma estratégia e uma conta, pode colocar uma negociação selecionando o tamanho e a direção da sua negociação (compra ou venda) e estabelecendo um stop loss (um nível em que sairá da negociação se ela se mover contra si) e ter lucro (um nível em que sairá da negociação se ela se mover a seu favor).
  5. Monitorize a sua troca: Depois de ter colocado a sua troca, é importante controlar o seu progresso e fazer os ajustamentos necessários. Isto pode envolver ajustar o seu stop loss e tomar níveis de lucro, ou fechar a troca se ela se mover contra si.

A trading Forex pode ser uma oportunidade de investimento lucrativa, mas é importante compreender que também comporta riscos. Os preços Forex podem ser altamente voláteis, e é possível perder dinheiro, assim como ganhar dinheiro.

Por isso, tenha uma compreensão sólida do mercado Forex e dos fatores que influenciam as taxas de câmbio de moeda, e investir apenas dinheiro que se pode dar ao luxo de perder. Além disso, é importante escolher um corretor de Forex respeitável e utilizar uma estratégia de gestão de risco para proteger o seu capital.

Qual é o imposto sobre trading?

Em Portugal, o imposto sobre o trading está sujeito a uma tributação de 28%, mas depende do tipo de bens que negoceia e da frequência das suas atividades comerciais.

Os lucros da negociação de ações e outros investimentos financeiros são considerados rendimentos tributáveis e estão sujeitos ao imposto sobre o rendimento. A taxa de imposto para investimentos financeiros em Portugal varia, dependendo do nível de rendimento auferido. Neste sentido, saiba que:

  • Se for um trader profissional, os lucros das suas atividades comerciais são considerados rendimento tributável e estão sujeitos à mesma taxa de imposto que qualquer outro rendimento empresarial.
  • Se for um trader amador, os lucros das suas atividades comerciais podem ser considerados ganhos de capital tributáveis e sujeitos a uma taxa de imposto mais baixa.

É importante notar que as leis e regulamentos fiscais podem mudar frequentemente. Logo, se possível, consulte um profissional da área fiscal para obter aconselhamento personalizado sobre as implicações fiscais das suas atividades de trading em Portugal.

Como funciona um trading bot?

Um trading bot é um software que utiliza algoritmos para automatizar o processo de compra e venda de ativos nos mercados financeiros. Funciona com base num conjunto de regras e parâmetros definidos pelo utilizador, tais como:

  • Tipo de ativo a negociar;
  • Pontos ideais de entrada e saída;
  • Montante do risco a correr.

Ao nível prático, os trading bot utilizam vários indicadores técnicos e técnicas de análise de dados para tomar decisões sobre quando comprar e vender ativos. Alguns, até são programados para seguir as tendências do mercado e fazer negociações com base em movimentos de preços, enquanto outros utilizam estratégias mais complexas, tais como arbitragem estatística ou algoritmos de aprendizagem de máquinas.

Uma vez que uma negociação é executada pelo bot, este continua a monitorizar o mercado e a ajustar a sua estratégia com base em novas informações e mudanças nas condições de mercado.

Assim, o objetivo do trading bot é maximizar os lucros e minimizar as perdas, e o seu desempenho é determinado pela precisão das suas previsões e pela velocidade e eficiência das suas transações.

Bom saber

É importante notar que os bots de negociação não são infalíveis e podem estar sujeitos a erros, volatilidade do mercado, e outros eventos inesperados. Nesse sentido, é sempre uma boa ideia pesquisar e testar minuciosamente qualquer trading bot antes de o utilizar, e compreender os riscos envolvidos na utilização deste tipo de tecnologia.

O que é o copy trading?

O Copy Trading é um tipo de trading que permite aos traders copiar automaticamente as transações de outros traders bem-sucedidos.

A ideia subjacente ao copy trading é que traders inexperientes ou novatos podem beneficiar dos conhecimentos e perícia de traders mais experientes, sem terem de passar pelo próprio processo de aprendizagem.

O Copy Trading é tipicamente oferecido por plataformas e corretores online. Por norma, o processo para o ativar é bastante simples. Só tem de (dependendo da plataforma):

  • O trader iniciante escolher uma referência de sucesso;
  • A plataforma executa automaticamente as negociações feitas por esse trader na própria conta.
  • O trader pode então monitorizar o desempenho das suas transações copiadas, e ajustar as suas seleções com base nos seus resultados.

O Copy Trading não é uma garantia de sucesso, uma vez que o desempenho passado não é necessariamente indicativo de resultados futuros. É, sim, importante investigar minuciosamente os traders que considera seguir, e compreender os riscos envolvidos nas transações.

Neste sentido, esta técnica pode ser uma ferramenta útil para obter novas ideias e estratégias, mas não deve ser a única fonte de informação ou estratégia.

Como aprender a fazer trading com uma conta demo?

Aprender a fazer trading negociar com uma conta demo é uma ótima forma de ganhar experiência e compreensão dos mercados sem arriscar nenhum dinheiro real. Uma conta de demonstração é um ambiente de negociação simulado que permite aos traders praticar as suas estratégias e testar as suas ideias num ambiente sem riscos.

Aqui estão alguns passos para o ajudar a aprender a fazer trading com uma conta de demonstração:

  1. Abrir uma conta de demonstração: Muitas plataformas de trading e brokers online oferecem contas de demonstração gratuitamente.
  2. Familiarize-se com a plataforma: Tome o tempo necessário para se familiarizar com as características, ferramentas e navegação da plataforma, para poder utilizá-la eficazmente.
  3. Estabeleça um plano de trading: Defina os seus objetivos de trading, tolerância ao risco, e estratégia antes de começar a negociar. Isto irá ajudá-lo a manter-se concentrado e no caminho certo à medida que negoceia.
  4. Pratique as suas estratégias: Use a sua conta demo para praticar as suas estratégias de trading, testar diferentes ideias, e refinar a sua abordagem.
  5. Monitorize os seus resultados: Acompanhe as suas negociações e resultados, e use esta informação para fazer ajustes à sua estratégia e melhorar o seu desempenho.
  6. Teste, teste e teste: fazer, errar, voltar a fazer. Aprender com a prática é essencial antes de investir dinheiro real.

Lembre-se que, ainda assim, os resultados obtidos numa conta de demonstração podem não ser representativos do que se pode esperar num ambiente de trading ao vivo. Contudo, praticar com uma conta de demonstração é um passo valioso no processo de aprendizagem para novos traders, e pode ajudá-lo a criar confiança e a desenvolver as suas capacidades.

O que é o trading islâmico?

O trading islâmico refere-se a uma forma de comércio que cumpre os princípios financeiros islâmicos e a lei Shariah. As finanças islâmicas baseiam-se em princípios éticos e morais, e proíbem atividades tais como:

  • Transações baseadas em juros (riba);
  • Especulação (gharar);
  • Assunção de riscos excessivos (maisir).

No contexto do trading, esta forma de trading visa proporcionar uma alternativa às práticas de trading tradicionais consideradas haram (proibidas) ao abrigo da lei Shariah. Isto implica oferecer produtos e serviços de trading estruturados de uma forma que concorde com os princípios das finanças islâmicas, e evitar atividades consideradas anti-éticas ou especulativas.

Os produtos financeiros islâmicos apresentam frequentemente estruturas de partilha de lucros e perdas, em vez de transações baseadas em juros, e podem basear-se no desempenho subjacente de ativos físicos, tais como commodities ou moedas.

O trading islâmico pode também envolver a utilização de ferramentas e técnicas que sejam consistentes com os princípios financeiros islâmicos, tais como a gestão de risco e a diversificação de carteiras.

Assim, quem deseja seguir este percurso deve escolher uma plataforma com este tipo de filosofia, pois nem todas as que afirmam oferecer opções de trading islâmico podem estar em total conformidade com os princípios financeiros islâmicos.

O que é o TradingView?

O TradingView é uma plataforma de análise e de gráficos financeiros que fornece aos comerciantes e investidores uma variedade de ferramentas e características para os ajudar a tomar decisões comerciais informadas.

A plataforma oferece, juntamente com capacidades avançadas de gráficos e uma vasta gama de ferramentas de análise técnica, dados de mercado de:

  • Ações;
  • Forex;
  • Criptomoedas;
  • Dados futuros em tempo real.

O TradingView é amplamente utilizado por traders e investidores em todo o mundo pela sua interface de fácil utilização, extensa gama de indicadores, e a capacidade de criar estratégias de negociação personalizadas.

A plataforma tem também uma grande comunidade que partilha as suas ideias, conhecimentos e análises em tempo real, o que a torna um excelente recurso para aprender e manter-se a par da evolução do mercado.

Referir ainda que, é uma plataforma com planos de subscrição, gratuita como premium, e conta com uma aplicação móvel.

Quer seja um principiante ou um trader experiente, a TradingView fornece um conjunto abrangente de ferramentas e recursos para o ajudar a tomar decisões de trading informadas e a manter-se à frente dos mercados.

Leia mais artigos sobre trading, aqui:

logo

Investir com a Eightcap agora !

Gostou deste artigo?
author-profile-picture/
Alexandre Desoutter
hellosafe-logo
hellosafe-logo

Alexandre Desoutter trabalha como editor-chefe e chefe de relações com a imprensa na HelloSafe desde junho de 2020. Formado pela Sciences Po Grenoble, trabalhou como jornalista por vários anos na mídia francesa e continua colaborando como colaborador a várias publicações.

Neste sentido, a sua função leva-o a realizar um trabalho de orientação e apoio a todos os editores e colaboradores da HelloSafe para que a linha editorial definida pela empresa seja integralmente respeitada e declinada através dos textos publicados diariamente no nossas plataformas.

Como tal, Alexandre é responsável por implementar e manter os mais rígidos padrões jornalísticos dentro da equipe editorial da HelloSafe, a fim de garantir a informação mais precisa, atualizada e especializada possível em nossas plataformas. . O Alexandre, em particular, empreende há dois anos a implementação de um sistema de dupla verificação sistemática de todos os artigos publicados no ecossistema HelloSafe, capaz de garantir a máxima qualidade da informação.